Vinagre desinfeta? Veja 5 mitos do produto

Blog-post-vinagre-desinfeta-5-mitoscapa
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Você já deve ter ouvido que vinagre desinfeta, não é? Aqui no Brasil, pelo menos, é uma receita bem comum. Para limpar, o produto é usado tanto para matar bactérias de legumes e folhas quanto para higienizar superfícies.

É a famosa receita de vó: vai passando de geração em geração e todo mundo acha que é verdade mesmo. Não podemos deixar de lado os conhecimentos da experiência, mas ao mesmo tempo, precisamos atualizá-los.

Será que precisamos do vinagre como desinfetante hoje? Ou ele está melhor como tempero mesmo?

No texto de hoje vamos te contar isso e te mostrar 5 mitos sobre o produto. Vamos lá?

Direto ao ponto: vinagre desinfeta?

Não, vinagre não pode ser considerado um desinfetante. Na composição, a fórmula não pode ser colocada ao lado dos desinfetantes clássicos, que são feitos para limpar a casa. Na verdade, o vinagre não se compara nem ao álcool em gel 70%, que é um higienizador de mãos mas também muito usado na limpeza doméstica.

O vinagre tem sim muitos benefícios para a saúde, mas quando o assunto é limpeza, nem tanto. Ele pode até limpar – e é ótimo para tirar manchas no box do banheiro, por exemplo – mas não mata bactérias muito bem.

Explicando melhor: para desinfetar, o vinagre precisa ficar muito tempo na superfície. E além disso, não se sabe a quantidade de germes e bactérias que ele realmente mata.

Especialistas não recomendam usar o vinagre com essa finalidade por diversos motivos:

  • O produto não tira a oleosidade como o sabão neutro;
  • A mistura vinagre com água sanitária produz efeitos asfixiantes;
  • Promove limpeza superficial;
  • Pode atrair mais insetos.

Além desses motivos, vamos mostrar 5 mitos que vão acabar com sua dúvida se o vinagre desinfeta. Olha só:

1. Vinagre é natural e melhor que os industrializados

Quem se pergunta qual é o melhor, precisa entender que o vinagre misturado com bicarbonato, por exemplo, tira a sujeira superficial, mas não substitui desinfetantes industrializados.

O vinagre pode até ser ácido, mas não há nenhum estudo que comprove a eficácia quando o assunto é a desinfecção pesada. Então quando o assunto é matar germes e bactérias, o vinagre não é ideal. Para o banheiro, por exemplo, há outros produtos mais recomendados para limpar espelhos e blindex.

E isso é o contrário dos produtos químicos. Eles são testados em laboratório justamente para entender se eles são desinfetantes ou não. E recebem certificações do INMETRO confirmando o que diz a embalagem.

2. O vinagre mata bactérias rápido

Depende. O vinagre consegue matar alguns fungos e bactérias como a salmonella e a causadora da tuberculose. Mas estudos de laboratório apontam que isso só acontece depois de um tempo de exposição de 15 a 30 minutos.

Esperar todo esse tempo atrapalha a limpeza, não é? O tempo que você vai ficar só esperando para ver se o vinagre desinfeta é basicamente o tempo que você gasta para higienizar boa parte da casa.

Sem contar que ele não mata 100% das bactérias. Então o ideal mesmo é usar produtos que não só gastem menos tempo para agir como também sejam específicos para aquela limpeza.

3. Vinagre pode ser usado em qualquer superfície

Não. Justamente por ter uma acidez elevada, o vinagre pode ser o responsável por danificar superfícies, independente da forma de uso e da quantidade.

Por exemplo, ele é capaz de causar problemas em superfícies como pedra natural, ferro fundido, alumínio e telas de notebook e smartphone. Em caso de madeiras enceradas e carros, ele pode remover a camada de cera. No mármore, o caso é pior: ele pode corroer a superfície.

4. Vinagre combate o coronavírus

Não. Nós já até falamos aqui no blog que o álcool 70 ainda é o melhor caminho para combater o coronavírus. Mas no começo da pandemia teve muita gente achando que qualquer produto já te deixava seguro e, bom, depois de um ano inteiro de pandemia sabemos que não é por aí.

Especialistas já afirmaram que, por ser composto por ácido acético, o vinagre é considerado fraco e ineficaz para destruir o vírus.

5. Vinagre acaba com mofo?

Não. Nesse caso, o vinagre funciona da mesma forma que a água sanitária: remove o lodo e o bolor, mas faz isso apenas de forma superficial.

Tem muita receita por aí mostrando como fazer mistura de outros ingredientes e vinagre para acabar com o mofo e o bolor, mas já te adiantamos que não vai funcionar porque não age na raiz do problema.

Se ele não matar de vez os microrganismos, não adianta muito – o problema vai sempre voltar.

Como usar o vinagre de forma correta

Agora que você tirou sua dúvida se vinagre desinfeta e já sabe onde não usar, vamos te mostrar o contrário. Onde usar o vinagre na limpeza e pra que? É o que você vai aprender agora:

  • Para matar mosquitinhos de banheiro: é necessário bastante vinagre diluído e bicarbonato, além de deixar em exposição por meia hora. Se você não fizer assim ou com a medida errada, pode ser que mais mosquitos sejam atraídos. Álcool 70 ou inseticidas resolvem mais rápido e com mais eficiência;
  • Para tirar manchas do box: a solução é a mesma, vinagre e bicarbonato com água, mas o processo é lento. Aqui no blog nós já contamos a receita ideal para limpar blindex com álcool 70, que dá resultados até melhores e imediatos;
  • Para limpar superfícies em geral: como já te contamos, o vinagre não desinfeta e é pouco prático. Álcool em gel é mais fácil e pode ser usado em qualquer superfície, sem limitações.

Bom, mas se você quer produtos realmente eficientes e próprios para desinfecção, é só acessar o catálogo da Asseptgel. São muitas alternativas de produtos para higienização da casa, de empresas e, claro, para uso pessoal.

Posts Relacionados

Quer conhecer mais?

Informe seu melhor e-mail abaixo para assinar nossa Newsletter e receber informações sobre lançamentos, novidades e links para as publicações mais recentes.

Logo-ft-start
Asseptgel© Copyright 2020 – Todos os direitos reservados.