Tag: Dicas

Vinagre desinfeta? Veja 5 mitos do produto

Você já deve ter ouvido que vinagre desinfeta, não é? Aqui no Brasil, pelo menos, é uma receita bem comum. Para limpar, o produto é usado tanto para matar bactérias de legumes e folhas quanto para higienizar superfícies.

É a famosa receita de vó: vai passando de geração em geração e todo mundo acha que é verdade mesmo. Não podemos deixar de lado os conhecimentos da experiência, mas ao mesmo tempo, precisamos atualizá-los.

Será que precisamos do vinagre como desinfetante hoje? Ou ele está melhor como tempero mesmo?

No texto de hoje vamos te contar isso e te mostrar 5 mitos sobre o produto. Vamos lá?

Direto ao ponto: vinagre desinfeta?

Não, vinagre não pode ser considerado um desinfetante. Na composição, a fórmula não pode ser colocada ao lado dos desinfetantes clássicos, que são feitos para limpar a casa. Na verdade, o vinagre não se compara nem ao álcool em gel 70%, que é um higienizador de mãos mas também muito usado na limpeza doméstica.

O vinagre tem sim muitos benefícios para a saúde, mas quando o assunto é limpeza, nem tanto. Ele pode até limpar – e é ótimo para tirar manchas no box do banheiro, por exemplo – mas não mata bactérias muito bem.

Explicando melhor: para desinfetar, o vinagre precisa ficar muito tempo na superfície. E além disso, não se sabe a quantidade de germes e bactérias que ele realmente mata.

Especialistas não recomendam usar o vinagre com essa finalidade por diversos motivos:

  • O produto não tira a oleosidade como o sabão neutro;
  • A mistura vinagre com água sanitária produz efeitos asfixiantes;
  • Promove limpeza superficial;
  • Pode atrair mais insetos.

Além desses motivos, vamos mostrar 5 mitos que vão acabar com sua dúvida se o vinagre desinfeta. Olha só:

1. Vinagre é natural e melhor que os industrializados

Quem se pergunta qual é o melhor, precisa entender que o vinagre misturado com bicarbonato, por exemplo, tira a sujeira superficial, mas não substitui desinfetantes industrializados.

O vinagre pode até ser ácido, mas não há nenhum estudo que comprove a eficácia quando o assunto é a desinfecção pesada. Então quando o assunto é matar germes e bactérias, o vinagre não é ideal. Para o banheiro, por exemplo, há outros produtos mais recomendados para limpar espelhos e blindex.

E isso é o contrário dos produtos químicos. Eles são testados em laboratório justamente para entender se eles são desinfetantes ou não. E recebem certificações do INMETRO confirmando o que diz a embalagem.

2. O vinagre mata bactérias rápido

Depende. O vinagre consegue matar alguns fungos e bactérias como a salmonella e a causadora da tuberculose. Mas estudos de laboratório apontam que isso só acontece depois de um tempo de exposição de 15 a 30 minutos.

Esperar todo esse tempo atrapalha a limpeza, não é? O tempo que você vai ficar só esperando para ver se o vinagre desinfeta é basicamente o tempo que você gasta para higienizar boa parte da casa.

Sem contar que ele não mata 100% das bactérias. Então o ideal mesmo é usar produtos que não só gastem menos tempo para agir como também sejam específicos para aquela limpeza.

3. Vinagre pode ser usado em qualquer superfície

Não. Justamente por ter uma acidez elevada, o vinagre pode ser o responsável por danificar superfícies, independente da forma de uso e da quantidade.

Por exemplo, ele é capaz de causar problemas em superfícies como pedra natural, ferro fundido, alumínio e telas de notebook e smartphone. Em caso de madeiras enceradas e carros, ele pode remover a camada de cera. No mármore, o caso é pior: ele pode corroer a superfície.

4. Vinagre combate o coronavírus

Não. Nós já até falamos aqui no blog que o álcool 70 ainda é o melhor caminho para combater o coronavírus. Mas no começo da pandemia teve muita gente achando que qualquer produto já te deixava seguro e, bom, depois de um ano inteiro de pandemia sabemos que não é por aí.

Especialistas já afirmaram que, por ser composto por ácido acético, o vinagre é considerado fraco e ineficaz para destruir o vírus.

5. Vinagre acaba com mofo?

Não. Nesse caso, o vinagre funciona da mesma forma que a água sanitária: remove o lodo e o bolor, mas faz isso apenas de forma superficial.

Tem muita receita por aí mostrando como fazer mistura de outros ingredientes e vinagre para acabar com o mofo e o bolor, mas já te adiantamos que não vai funcionar porque não age na raiz do problema.

Se ele não matar de vez os microrganismos, não adianta muito – o problema vai sempre voltar.

Como usar o vinagre de forma correta

Agora que você tirou sua dúvida se vinagre desinfeta e já sabe onde não usar, vamos te mostrar o contrário. Onde usar o vinagre na limpeza e pra que? É o que você vai aprender agora:

  • Para matar mosquitinhos de banheiro: é necessário bastante vinagre diluído e bicarbonato, além de deixar em exposição por meia hora. Se você não fizer assim ou com a medida errada, pode ser que mais mosquitos sejam atraídos. Álcool 70 ou inseticidas resolvem mais rápido e com mais eficiência;
  • Para tirar manchas do box: a solução é a mesma, vinagre e bicarbonato com água, mas o processo é lento. Aqui no blog nós já contamos a receita ideal para limpar blindex com álcool 70, que dá resultados até melhores e imediatos;
  • Para limpar superfícies em geral: como já te contamos, o vinagre não desinfeta e é pouco prático. Álcool em gel é mais fácil e pode ser usado em qualquer superfície, sem limitações.

Bom, mas se você quer produtos realmente eficientes e próprios para desinfecção, é só acessar o catálogo da Asseptgel. São muitas alternativas de produtos para higienização da casa, de empresas e, claro, para uso pessoal.

Limpa vidros caseiro: porquê você não deveria usar

Embora a ideia de fazer seus próprios produtos de limpeza em casa seja atrativa, ela não é segura e nem aconselhada. São vários os riscos de tentar fórmulas caseiras, principalmente as que envolvem química. Uma dessas que você não deve arriscar é o limpa vidros caseiro.

A dica mais famosa na internet para limpar vidros é o uso do vinagre. Aliás, essa é uma daquelas receitas que as avós sempre dizem que funciona, não é?

Mas o mais engraçado é que existem muitosa produtos eficazes por aí, de todas as marcas e valores. Então por que as pessoas preferem o limpa vidros caseiros?

No texto de hoje nós vamos te contar porquê você não deve fazer isso em casa.

Vamos lá?

Porque não usar limpa vidros caseiro

Se você faz uma mistura de vinagre e água como limpa vidros caseiro, a proteção do seu vidro está prejudicada e você nem sabe. Existe uma película que protege e dá brilho aos vidros e a acidez do vinagre acaba com ela.

Existe uma falsa ideia de que vinagre desinfeta, mas o que esse produto faz, na verdade, é só limpar superficialmente. E não vale a pena danificar o vidro usando um produto que substitui outros melhores.

Aliás, o vinagre pode até desinfetar, mas o produto tem que ficar muito tempo na superfície para fazer efeito. O que não é interessante, já que tem mil e um produtos por aí que fazem isso em segundos e sem estragar seu vidro.

Bom, aqui nós estamos considerando que esse limpa vidros caseiro é apenas a mistura de vinagre e água. Mas tem muita gente por aí que gosta de fazer outras misturas, com produtos ainda mais fortes.

O que você ganha é só prejuízo pelo tempo e esforço que vai precisar fazer para tirar a sujeira pesada e ainda vai tirar todo o brilho do seu vidro, deixando ele opaco e sem a proteção de fábrica.

Para evitar usar o limpa vidro caseiro no banheiro, a gente já te explicou como limpar o blindex do banheiro sem muito trabalho e de uma forma bem eficiente. Vale a pena ler!

Existe limpa vidros caseiro eficiente?

Se você não comprou produtos específicos, o melhor limpa vidros caseiro é o álcool 70 e detergente neutro. Só não caia na tentação de fazer o seu próprio álcool em casa, além de ser perigoso ainda não te garante a segurança que o produto industrializado tem.

Mas, claro, precisa ser usado na medida certa e com uma limpeza da poeira antes. É bem fácil, olha só:

  • Use um pano seco para tirar a poeira superficial;
  • Depois disso, use uma esponja macia e aplique uma mistura de água e detergente neutro.
  • Enxague e seque com uma flanela macia;
  • Se alguma mancha permanecer, dilua álcool em uma quantidade igual de água e aplique com a ajuda de um pano seco e que não solte fiapos.

Vale lembrar que as misturas não devem ser aplicadas diretamente nas superfícies e que o álcool não deve ser seu aliado em todo tipo de limpeza. Apesar de ser eficiente, depende muito da superfície que você quer limpar.

No caso dos vidros, se você aplicar o álcool sem diluir em água é possível que você danifique a película protetora assim como o vinagre faz. Então use com sabedoria e mais em último caso, ok?

Tipos de limpa vidros para usar em casa

Apesar de ajudar, o álcool é só uma solução de limpa vidros caseiros menos agressiva que outras por aí. Mas os produtos específicos para vidros são facilmente encontrados nas prateleiras dos supermercados.

A composição pode variar, mas eles são desenvolvidos para proporcionar uma limpeza eficiente e sem exigir muito esforço. A grande vantagem desses produtos especiais é que a fórmula funciona tanto para vidros comuns quanto para os temperados. É uma aplicação única, sem precisar tirar a sujeira pesada e depois finalizar com álcool para dar o toque final de brilho.

Os limpa vidros mais comuns do mercado são:

  • Líquido: é o mais barato e popular. Geralmente tem álcool na composição e seca rápido.
  • Espuma: ele é mais usado para veículos. Vem na versão aerossol e tem função desengordurante.
  • Gel: ele vem na versão concentrada ou simples. É usado para limpeza mais pesada, como para-brisas, fachadas e janelas espelhadas.
  • Pasta: é ideal para polir e remover manchas difíceis. Por isso, não deve ser usado diariamente, pois desgasta as superfícies. É ideal para janelas, box de banheiro, cooktop e tampas de vidro.

Além disso, é preciso olhar a composição do limpa vidro. Existem diversas fórmulas no mercado e você deve comprar o seu de acordo com o que deseja limpar em casa. O mais importante é não escolher nenhuma versão com corrosivos ou abrasivos para não desgastar a superfície.

Mas dependendo do que você vai limpar, o álcool pode funcionar até melhor, como é o caso dos espelhos. Ele deixa seus espelhos limpos de forma perfeita, sem nenhuma manchinha. É só testar e contar pra gente o que você achou.

Nos vemos no próximo texto!

Como limpar blindex usando álcool?

Um dos piores cômodos da casa para limpar é o banheiro. A maioria das pessoas pelo menos não gosta. E realmente dá muito trabalho manter tudo limpinho, especialmente quando falamos de pisos brancos e vidros. Por exemplo, você sabe como limpar blindex direitinho?

Hoje vamos falar de como limpar blindex de verdade, sem receitas caseiras. E, pra facilitar, vamos te ensinar sobre como fazer a limpeza leve e pesada para usar não só no banheiro, mas em todos os espaços que tenham esse tipo de vidro aí na sua casa.

Tudo pronto? Então vamos lá!

Como manter o blindex sempre bonito

Um blindex bonito é aquele bem transparente e com brilho, sem marcas de uso. Mas, para isso, precisamos de uma atenção especial a esses vidros.

No banho, por exemplo, sempre vai cair algum resto de shampoo, da espuma do sabonete…e aí, quando você vê, o vidro já está com uma camada mais grossa e que exige uma limpeza pesada.

Por isso, mais do que saber como limpar o blindex, o ideal é fazer a manutenção mesmo. Cuidar para não chegar a um nível que você vai gastar horas ali, tornando a limpeza exaustiva e podendo até danificar o vidro.

Para outros cômodos, o problema é a gordura das nossas mãos e a poeira, que deixam o blindex com aquele aspecto feio e embaçado.

Não adianta fugir, a poeira a gente precisa limpar todo dia. Para entender bem como fazer a limpeza diária, leia o próximo tópico:

Como limpar blindex: limpeza do dia a dia

Na limpeza do dia a dia não usamos álcool. Um pano, detergente neutro e água já resolvem o caso. E se você se dedicar a fazer isso todo dia, nem de pano precisa – só um espanador já dá conta do recado.

Se você está pensando que o álcool seria seu aliado em todo tipo de limpeza, não é bem por aí. Ele é realmente eficiente, mas depende muito de que tipo de superfície você precisa limpar.

Nesse caso, o perigo do álcool é que ele entra nos microporos do vidro e acaba com o brilho do blindex se você usar todos os dias. Então você pode usar sim, mas com moderação.

Pegou tudo? Então vamos partir pra ação:

  • Passe um espanador para tirar a poeira;
  • Misture um pouco de água com ao detergente neutro (só a quantidade de dissolver o sabão);
  • Passe uma flanela macia com a mistura de água e sabão;
  • Passe outro pano seco para finalizar.

Para limpar vidros e espelhos sempre use panos macios e que não soltem fiapos. O maior vilão da limpeza são essas flanelas que além de não dar um acabamento bonito, acabam arranhando a superfície.

Fazendo isso, o processo de como limpar blindex fica bem fácil e evita que a sujeira acumule. Mas também temos a solução para você que precisa de uma limpeza pesada aí na sua casa.

Acompanhe a dica seguinte:

Como limpar blindex: limpeza pesada

Se o seu blindex está com muita gordura e sujeira, o caso é de partir para a limpeza pesada mesmo. E no caso do banheiro não é só estética: esse é um dos lugares onde as bactérias se proliferam mais rápido. Então manter tudo limpinho é questão de saúde também.

O detergente e o pano podem até resolver, mas limpar assim vai te exigir mais tempo e muito braço para esfregar a sujeira. Ou seja, você perde tempo e se cansa mais.

Nesse caso,limpar blindex é bem mais fácil com a ajuda de um álcool em gel. É só aplicar o produto com um pano macio (que não solte fiapos) e pronto! Prático e o brilho do seu vidro está recuperado.

Mas vale lembrar dois pontos: nunca aplique nenhum produto de limpeza diretamente nos vidros, sempre dilua. E no caso do álcool em gel, não passe com frequência.

E para completar a limpeza da sua casa, capriche também nos espelhos. Você pode seguir essa mesma recomendação para a limpeza deles.

Pode usar álcool 70 no blindex?

Até pode, mas com moderação, assim como o álcool em gel. Inclusive, o procedimento de como limpar blindex vai ser o mesmo do que com os outros produtos – dilua em água e use.

O ideal é sempre aproveitar a hora da limpeza da casa para não esquecer nenhum detalhe. Foque em tirar a poeira todos os dias e usar detergente neutro com pano para tirar a gordura do blindex.

Dá um pouquinho de trabalho sim, mas é possível dividir a limpeza da casa durante a semana para não acumular tudo só no sábado e domingo – e nós já te ensinamos como fazer isso.

Mas limpar o blindex ou qualquer outra parte da sua casa também depende de usar bons produtos. E olha a coincidência: a Asseptgel tem uma linha completa de produtos para higienização das mãos e até da casa.. É só conferir no site.

Um abraço e nos vemos no próximo texto!

Terceirização da limpeza: tudo o que você precisa saber para aplicar

Não importa a área em que sua empresa atua. Manter um ambiente limpo e bem cuidado é essencial. E depois de viver uma pandemia, as coisas tomaram outras proporções.

Não é mais sobre manter sua empresa livre de uma poeirinha aqui ou ali, é sobre a segurança e saúde de todos os colaboradores. E em muitos casos a terceirização da limpeza pode facilitar demais esse processo.

É isso, a limpeza nunca foi levada tanto a sério como agora.

Mas, claro, como toda decisão corporativa temos que considerar alguns pontos gerais para não sair perdendo na hora da contratação de mais um serviço. É sobre eles que queremos conversar hoje.

Já vamos começar?

A terceirização da limpeza compensa?

Aqui no blog mesmo nós já te demos 5 dicas de gestão de limpeza e conservação da empresa. E elas são muito importantes quando você tem uma equipe para comandar.

Mas para manter tudo limpinho você não precisa necessariamente ter a sua própria equipe e arcar com todos os custos envolvidos no processo. Essa, inclusive, é uma das vantagens da terceirização da limpeza.

Então contratar esse serviço compensa? Depende. Se a sua empresa for pequena e só precisa de uma ou duas pessoas para limpar, não vale a pena.

 para empresas grandes é sempre mais vantajosa a terceirização da limpeza, porque a maioria delas precisa de serviços especializados. Então fica bem mais barato do que manter uma equipe fixa ali só por conta disso.

Mais barato por quê?” Bom, quando você contrata diretamente os funcionários responsáveis pela limpeza, alguém precisa gerenciá-los. Então acaba caindo na mão dos gerentes de almoxarifado e infraestrutura a gestão do que, como e quando vai ser limpo.

Aliás, não só cai na mão deles a organização dessa grade de trabalho, mas também a conferência do serviço: se o cronograma está sendo seguido, se a limpeza está sendo feita da maneira esperada, etc.

Para empresas pequenas é o contrário: uma equipe terceirizada nem vai ter tanto serviço pra fazer, o que acaba encarecendo um serviço que pode ser contratado e gerido com facilidade pelos responsáveis.

Organização da limpeza

A vantagem da terceirização da limpeza é que, geralmente, as terceirizadas já cuidam de tudo para você, inclusive a organização, cronogramas, etc. Mas para funcionar bem, é preciso que o gestor responsável aponte algumas demandas específicas do ambiente.

Por isso, quem é responsável pela infraestrutura e almoxarifado precisa acompanhar de perto todo o processo de contratação da terceirização da limpeza, assim como a definição de funções e áreas a serem limpas.

Já nessa reunião é preciso apresentar um plano básico sobre o que se espera que seja feito pela contratante. E antes de escolher, você também precisa:

  • pedir opiniões de outros clientes sobre a qualidade do serviço e dos produtos;
  • não focar só no menor preço (como dizem, o barato pode sair caro);
  • checar a reputação do negócio;
  • verificar o posicionamento no mercado;
  • conferir documentação e situação trabalhista da empresa.

Quais documentos exigir?

O setor de terceirização de limpeza está em crescimento a nível mundial, juntamente com as empresas focadas em produtos de higienização que te ajudam na proteção diária contra os vírus e bactérias.

Então, a tendência é que surjam cada vez mais empresas nesse ramo – por isso você precisa prestar muita atenção a esse tópico aqui!

Na hora da contratação, cheque os antecedentes da empresa. Viu que ela tem muitos processos trabalhistas? Bom, não é porque a empresa é terceirizada que não precisa cumprir com as obrigações e garantir o mínimo aos funcionários, não é?

Não entregaram as certidões negativas de débitos? Já é outro mau sinal e isso diz muito sobre como a empresa costuma fazer negócios.

Por isso, para fechar o contrato de terceirização da limpeza, solicite todas as certidões, especialmente recolhimento de FGTS e INSS e certificados de qualidade como a ISO:9001. Assim você confirma se a empresa está em dia com as obrigações legais e garante uma boa prestadora de serviços.

Conheça a equipe

Outro ponto importante é ter uma reunião de alinhamento com a equipe da empresa terceirizada de limpeza. São essas pessoas que estarão na sua empresa frequentemente, então conhecê-las é fundamental.

Uma conversa com o gerente de pessoal ou com os líderes já ajuda muito a entender como é o processo, quais produtos usam, como é a política de contração dos funcionários deles, etc.

Assim você consegue ter uma ideia se você e a terceirizada se encaixam, se eles compartilham a cultura da sua empresa e se estão de acordo com o que você espera de um negócio que estará ligado ao seu.

Posicionamento de mercado

O último ponto que vamos reforçar aqui é sobre a especialização da empresa que você vai contratar. Pesquise quais outras empresas eles atenderam. São semelhantes à sua? Eles atendem às suas necessidades e especificidades?

Se não for, questione se e como eles estão preparados para te atender e oferecer os melhor serviço – afinal, a concorrência é grande, como já dissemos, e o que não falta no mercado hoje são atendimentos personalizados.

E todos nós sabemos, boa parte da qualidade do serviço depende do uso dos produtos certos, não é?

Falar em produtos certos e qualidade na mesma frase é sinônimo de Asseptgel. Além dos produtos de higiene pessoal, temos a linha de produtos de limpeza profissional.

Para conhecer a linha completa sugiro que você dê uma conferida no nosso site. Opção é o que não falta – e o melhor, sempre com um representante pertinho de você.

Um abraço e nos vemos no próximo texto.

Produtos de limpeza profissional para empresas: o que a Asseptgel te oferece

Há alguns dias fizemos uma lista aqui no blog da Asseptgel mostrando os principais produtos para a higienização pessoal – aqueles que você carrega na bolsa ou deixa em casa. Hoje o assunto é outro: produtos de limpeza profissional para empresas, com tudo o que você precisa para voltar às atividades presenciais com muita segurança.

Sabemos que é inviável comprar muita coisa no varejo ou fracionada em frascos de 100ml. A realidade das empresas é diferente, o uso é muito mais intenso. Ainda mais agora, com o coronavírus.

E falando nele, a prevenção é fundamental por motivos humanos, jurídicos e econômicos. De acordo com a portaria nº 2.345, de 2 de setembro de 2020, infecções por Covid-19 não entram mais na categoria de acidentes de trabalho – mas os dias de quarentena ainda devem ser pagos a quem contrair a doença.

Cuidado extra requer limpeza extra. Veja como a Asseptgel te ajuda nessa lista de produtos de limpeza profissional. É só continuar na leitura.

Sabonete Líquido Antisséptico Asseptgel – 5L

Sabonete líquido em empresas é fundamental – principalmente para as pias dos banheiros.

O uso mais óbvio do sabonete líquido antisséptico Asseptgel é justamente para essas ocasiões, sendo um refil dos dispensers da pia. Isso é ainda mais necessário agora, com o coronavírus, para reduzir o contato com sabonetes em barra compartilhados ou frascos de sabonete líquido.

Mas ele ainda oferece outra vantagem: a economia. Os dispensers garantem um fluxo uniforme do sabonete, o que permite um controle maior do quanto é gasto.

Seu princípio ativo é o Triclosan, um poderoso antisséptico presente na maioria dos cosméticos, sabonetes e até medicamentos. Portanto, o risco de alergia é nulo, enquanto o potencial bactericida e fungicida é alto.

O sabonete líquido, por ter esse princípio ativo, é eficaz em matar a maioria das bactérias, como todos os produtos de limpeza profissional Asseptgel. Ele elimina a Staphylococcus aureus, a Salmonella choleraesuis e mais 99,9% dos microorganismos.

Recomendamos para:

  • Refil de dispenser em banheiros;
  • Higienização das mãos em indústrias;
  • Higienização em enfermarias e consultórios (centro cirúrgico não).

O sabonete espuma antisséptico da Asseptgel tem composição bem similar ao sabonete neutro, com a diferença básica de ser espuma ao invés de líquido quando sai do dispenser.

Seu princípio ativo é o mesmo, o Triclosan, e ele tem as mesmas capacidades bactericidas e fungicidas sem nenhum risco de alergias.

Seu pH é neutro e ele retira delicadamente a oleosidade das mãos. É preciso usá-lo com água, então recomendamos que ele preencha o refil do banheiro, especialmente, ou a área de higienização das mãos do chão de fábrica, no caso da indústria.

Recomendamos para:

  • Higienização das mãos nos banheiros das empresas;
  • Higienização nas indústrias;
  • Higienização em enfermarias e consultórios (centro cirúrgico não).

Álcool em gel higienizador de mãos Asseptgel – 4,3L

higienizador de mãos Asseptgel é aquele álcool que você já conhece, mas em uma embalagem mais simples para ser usada em dispensers.

A pandemia do coronavírus trouxe a necessidade de se ter um higienizador de mãos em cada canto da empresa. E para fazer isso com mais classe e economia, o dispenser é a melhor saída.

A linha de produtos de limpeza profissional da Asseptgel está buscando isso: a praticidade para adequar suas necessidades ao produto.

O higienizador de mãos Asseptgel é composto por álcool 70% e essência de Aloe Vera, além dos melhores espessantes para evitar aquele aspecto grudento que ninguém gosta e que na empresa causa confusão com o setor de compras.

Ah, estava quase esquecendo: o higienizador Asseptgel mata 99% das bactérias e o próprio coronavírus.

Recomendamos para:

  • Áreas de trabalho em empresas;
  • Recepções;
  • Halls de elevadores e os próprios elevadores;
  • Portarias;
  • Indústrias;
  • Comércios em geral;
  • Qualquer área com circulação de pessoas.

Higienizador de mãos Asseptgel Pro – Vários tamanhos

Aqui temos uma variação na embalagem do higienizador de mãos Asseptgel – essa é a sua versão Pro.

Pro por que? Você deve estar se perguntando. Muito simples: a embalagem feita dessa maneira permite, além de maior variedade de tamanhos para o seu negócio, mais usos.

O uso pessoal é o mais importante. Trabalhadores que viajam ou vivem em campo, por exemplo, precisam receber da empresa produtos de proteção contra a Covid-19.

E quem está trabalhando de home office, por exemplo, também pode receber como um agrado, uma lembrança de que a empresa se preocupa.

Com um galão de 5 litros não tem como. É dispenser ou nada. A versão Pro do higienizador de mãos Asseptgel pode ser levada para qualquer lugar e instalada em qualquer espaço também.

Produtos de limpeza profissional têm como principal característica a versatilidade. Eles precisam dar certo em todos os tipos de empresa, sem exceções.

Recomendamos para:

  • Refeitórios;
  • Escritórios de obras;
  • Chão de fábrica;
  • Equipe móvel;
  • Home office;
  • Ambientes em geral que não contam com dispenser.

Quem precisa comprar produtos de limpeza profissional? Quando?

Bom, toda empresa precisa de produtos de limpeza profissional, sem exceção. Todas mesmo.

O que queremos dizer aqui, depois de mostrar nossos produtos, é que o escopo deles é bem amplo. Da indústria ao escritório, todo mundo precisa de limpeza. Nossa missão é oferecê-la de forma acessível.

E ainda há um uso que não citamos, mas que é igualmente importante: empresas de limpeza terceirizadas. Se você é uma delas, considere um orçamento com a Asseptgel.

Nosso contato é o mesmo para todas as empresas e estamos disponíveis para negociações B2B. Não precisa comprar no varejo, compre com a gente. Entre em contato conosco direto no site em nosso site – assim que possível, retornamos seu contato. Um abraço!

O que é clorexidina e como ela ajuda na higienização das mãos?

Mas o que é clorexidina?” – toda vez que você vê esse nome em uma embalagem, deve se fazer a mesma pergunta. E aí o tempo passa e você acaba deixando pra lá, afinal, o que importa é que ela impede a ação de vírus e bactérias, não é?

Mas nós aqui da Asseptgel, como somos parte da família Start, somos fascinados pela química. Por isso não poderíamos deixar passar a oportunidade de explicar melhor um dos principais ingredientes dos produtos de higienização da nossa linha.

Hoje vamos falar sobre o que é a clorexidina, o que ela faz e quais são os seus usos mais comuns. Preparado? Então vamos!

O que é clorexidina?

Respondendo logo: a clorexidina é um antisséptico químico muito poderoso, capaz de eliminar a maioria das bactérias e impedir sua proliferação na pele e em superfícies.

Ela tem ação bactericida e fungicida e é muito utilizada em rotinas de assepsia em hospitais, clínicas particulares, consultórios odontológicos etc. Nesses ambientes, a exposição a micróbios é muito alta, então a limpeza com a clorexidina passa a ser fundamental.

A clorexidina é usada, nessas ocasiões, na higienização dos aparatos para o exame e cirurgias, na assepsia das mãos e EPIs, além da higienização da boca na odontologia.

Isso diminui drasticamente a contaminação de pacientes e ela é responsável pela prevenção de várias contaminações hospitalares, inclusive a pneumonia. Hoje em dia, no meio da pandemia de coronavirus, é extremamente importante que pacientes e profissionais estejam protegidos de infecções que podem agravar o quadro da doença.

Bom, basicamente a clorexidina é isso. Mas viemos recebendo várias perguntas no nosso Instagram com dúvidas bem pontuais, que gostaríamos de tirar um tempo para responder por aqui. Continue na leitura para saber mais!

Os produtos Asseptgel têm clorexidina?

A Asseptgel usa clorexidina em vários produtos, especialmente os de uso profissional e aqueles para higienização da pele. É o caso dos lenços umedecidosdo spray antisséptico, e da espuma antisséptica.

No caso dos lenços umedecidos e do spray antisséptico, a clorexidina atua eliminando bactérias do corpo e prevenindo infecções por fungos nos pés.

Já a espuma antisséptica é mais recomendada para o uso profissional, especialmente por enfermeiros, dentistas e médicos.

A clorexidina mata o coronavírus?

Não necessariamente. Os produtos Asseptgel que têm clorexidina matam, mas não é por causa dela e sim por conta do álcool 70.

A clorexidina ataca principalmente bactérias e fungos, sendo que os vírus têm uma proteção extra, um revestimento de gordura que os torna imunes a vários antissépticos.

Mas veja, se você não sabia o que é clorexidina e agora está desapontado, não fique: a sua verdadeira eficácia contra o vírus está em impedir que outras doenças se espalhem. Se não fosse ela, bactérias perigosíssimas, que agravariam e muito o quadro de alguém com Covid-19, não seriam eliminadas.

Produzir produtos com clorexidina é muito importante para a prevenção da saúde de quem está na linha de frente e esse é o nosso maior compromisso.

Como se usa a clorexidina?

A aplicação da clorexidina varia de acordo com a sua finalidade.

Em hospitais, por exemplo, há uma distinção básica. A assepsia das mãos é feita com produtos que contém clorexidina, como a espuma antisséptica Asseptgel. Mas para pacientes, normalmente se utiliza o digluconato de clorexidina a 0,12%.

Isso porque os pacientes precisam da substância na sua forma mais pura por uma questão ética. A substância, quando usada comercialmente, pode conter alergênicos e não deve ser administrada a um paciente que não consegue ler as instruções de uso.

Então é uma questão de segurança, certo? Mas também de praticidade – enfermarias têm acesso ao digluconato de clorexidina.

Para a higienização das mãos, EPIs e equipamentos cirúrgicos, porém, a substância como digluconato é mais difícil de utilizar, porque precisa ser diluída em volumes bem específicos. Com produtos como a espuma antisséptica, é só apertar e usar.

O que a clorexidina faz, exatamente?

A bactéria é basicamente uma célula que ataca outras células. E os fungos são crescimentos vegetais bem simples, às vezes microscópicos.

O que a clorexidina faz é destruir as paredes das bactérias e das células do fungo. Isso faz com que o material genético dentro delas se dissipe e ela morra.

E o efeito perdura. Como a clorexidina tem funções bacteriostáticas, nenhuma colônia consegue se formar em uma superfície que teve contato com ela, pois a molécula de clorexidina resiste ao ar livre.

Mais alguma dúvida?

E aí, conseguiu entender o que é clorexidina?

O fato de ela estar presente nos produtos Asseptgel demonstra qualidade e cuidado com você. Queremos somente o melhor para os nossos clientes, ainda mais agora quando os cuidados com a saúde precisam ser redobrados.

Ficou alguma dúvida? Quer saber mais sobre a clorexidina? Deixe um comentário! Ah, e não se esqueça de conhecer nosso site, com todos os produtos da nossa linha, ok?

Um abraço e até o próximo texto!