Pode passar álcool no rosto?

Mulher com toalha enrolada na cabeça e fazendo limpeza no rosto.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Anos atrás surgiu um “truque” inovador dizendo que você pode passar álcool no rosto caso queira deixar ele 100% limpo. Pareceu interessante, não é? Ainda mais agora quando a higienização de tudo está tão em alta.

Sem contar, claro, da importância que o skincare teve durante a pandemia. Mas com tantas opções disponíveis no mercado, será que realmente pode passar álcool no rosto?

Já te adiantamos que essa não é uma boa ideia e traz vários prejuízos à pele – além de outros riscos. Saiba agora quais os riscos de usar álcool no rosto e quais as melhores formas de fazer a assepsia facial.

Vem com a gente!

Por que não pode passar álcool no rosto?

Os riscos podem ir desde aparecimento de espinhas e ressecamento da pele até uma dermatite. Isso mesmo, a prática que parece inofensiva pode ser muito prejudicial à nossa saúde. 

E  sofre não  só o rosto, mas toda a região: olhos, nariz e boca. Se você deixar o álcool cair em alguns desses três lugares que falamos, a situação pode ser ainda pior. São áreas sensíveis e que geram irritação extrema e muita ardência.

O álcool com clorexidina ou outras variações em spray, espuma e gel podem ser ótimos para as mãos. Mas a escolha para higienizar o rosto precisa ser outra. Existem produtos no mercado com alto poder antisséptico e que não oferecem riscos como o álcool no rosto.

Perigos do álcool para o rosto

Quem acha que pode passar álcool no rosto acaba sofrendo com vários problemas decorrentes desse mau hábito. As principais consequências são:

  • Ressecamento da pele;
  • Descamação do rosto;
  • Irritação da área dos olhos e boca;
  • Alergias;
  • Conjuntivite;
  • Lesões e feridas;
  • Retirada da proteção natural do rosto;
  • Favorece a produção de oleosidade;
  • Ferimentos na mucosa do nariz;
  • Aparecimento de acne;
  • Possibilidade de dermatite.

Pode usar álcool na limpeza de pele?

Não. Não passe álcool no rosto na hora da sua limpeza facial. Nem líquido nem álcool em gel são recomendados. Mas, nesse caso, estamos falando não na assepsia da pele em geral, mas em uma etapa do skincare. 

No rosto, a química do álcool 70 usado para limpeza cosmética é grave. O produto dilata os poros, facilitando o aparecimento de acne. Ele também age na estrutura da pele, tirando a proteção natural e favorecendo lesões e dermatites.

A única limpeza na pele que é possível com álcool é a higienização antes da aplicação de uma injeção. Para fins médicos e farmacêuticos mesmo. Aí, sim, é uma forma de limpar a superfície para fugir de infecções por microrganismos. Mas vale lembrar que é o álcool 70, passado na quantidade certa e com finalidade específica. Sem exageros e usado apenas para procedimentos rápidos.

Agora usar para limpar a pele já é outra história. Limpar a pele é com água e sabão. Assepsia é com álcool 70. Cuidados cosméticos, seja com o rosto ou corpo, só com produtos específicos. Bem simples!

Perigo do álcool em gel em excesso

Todo excesso faz mal. Álcool em gel é ótimo e está sendo muito útil no nosso dia a dia no enfrentamento de vírus e bactérias poderosos. Mas é sempre bom passar a quantidade correta para cobrir a área das mãos e só. 

Exagerou na porção? Esfregue e espere secar até tocar em outras superfícies. Isso evita não apenas a contaminação das mãos, já que a assepsia só é completa depois da secagem, mas também do risco de queimaduras.

Isso mesmo! Álcool em gel é inflamável, como qualquer outro tipo, e pode provocar o fogo invisível. Um perigo enorme para os desatentos, principalmente os fumantes. Por mais que o produto evapore rápido, uma pessoa pode se queimar feio. 

Produtos próprios para a pele

Ok, já que não pode passar álcool no rosto, como fazer ter uma higienização completa e deixar a pele livre de bactérias e germes? 

A assepsia do rosto pode ser feita duas vezes por semana com:

  • Sabonete específico para o rosto;
  • Tônico facial;
  • Demaquilante;
  • Água micelar.

Mas a rotina de skincare também pode envolver esfoliantes, hidratante, booster, lip balm e, claro, muito protetor solar. Nesses casos, já é mais uma questão estética, não de assepsia. 

Todos esses que citamos acima são específicos para o rosto, com testagem e aprovações. Ou seja, já que não se pode passar álcool no rosto, existem produtos próprios para o rosto totalmente seguros e que foram feitos para essa finalidade.

E é sempre vale lembrar: nem os produtos que contém hidratantes são ideais para o rosto. Essa é só uma fórmula que contém aditivos que impedem que a pele fique ressecada – o que evita o uso de loções depois de passar álcool. Mas só vale para a pele da mão, não do rosto, combinado?

Conheça os produtos Asseptgel

Agora que você sabe que não pode passar álcool no rosto, vai ter um cuidado redobrado com os produtos de uso pessoal, certo? É importante conhecer bem tudo o que você usa na pele, seja qual for a região do corpo.

Aqui na Asseptgel, a gente sabe que muitas pessoas não gostam da sensação de ressecamento nas mãos. E como o cuidado contra os vírus e bactérias deve nos acompanhar por muito tempo, nossas linhas tem composição com hidratante.

Perfeito, não é? A gente cuida da sua saúde e da sua pele ao mesmo tempo. Por isso, conheça nossa linha de uso pessoal. Temos lenços, espumas antissépticas, sabonetes, sprays e o álcool em gel em vários tamanhos.

Agora que você sabe que não pode passar álcool no rosto, fica aqui a pergunta: álcool em gel com cheiro é diferente? A resposta você descobre no nosso próximo texto. 

Nos vemos lá!

Posts Relacionados

Quer conhecer mais?

Informe seu melhor e-mail abaixo para assinar nossa Newsletter e receber informações sobre lançamentos, novidades e links para as publicações mais recentes.

Logo-ft-start
Asseptgel© Copyright 2020 – Todos os direitos reservados.