Caiu álcool em gel no olho? Veja o que fazer agora

Foto de jovem rapaz em fundo neutro coçando os olhos. Ele usa uma camisa na cor marsala.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Acabou de cair álcool em gel no olho? No seu? Do seu filho? Então faça o seguinte: vá agora para debaixo da torneira, abra bem os olhos e enxágue com o jato de água! Sabemos que deve estar ardendo, então jogue muita água mesmo, por uns 20 minutos. Em segundo caso, o soro fisiológico pode servir, mas sempre lavando em abundância. Nunca apenas inserindo o produto.

Fez isso? Está melhor? Agora respire e vem com a gente que vamos falar com você um pouco mais sobre álcool em gel no olho…

O que acontece quando cai álcool em gel no olho?

Foto de mulher com olho vermelho. Ela está apoiando a parte inferior do seu olho com seu dedo para mantê-lo aberto.

Hoje o álcool em gel 70 é uma grande arma contra o coronavírus. Mas não podemos negar que os riscos com o seu manuseio errado são iminentes e, muitas vezes, a preocupação fica direcionada em um sentido só.

Geralmente, a maior atenção no seu uso está associada aos problemas com a pele – o que, sinceramente, é onde você menos precisa se preocupar. Hoje, todas as melhores marcas de álcool gel já vem com hidratantes para evitar o ressecamento e irritação da pele.

Agora, o que você precisa entender em primeiro lugar é que ele é um produto inflamável e tem os seus riscos. Entre tantos possíveis, o que mais tem gerado inquietação é em relação ao álcool em gel no olho, que pode queimar a região – tanto que é por isso que você chegou até esse texto, não é?

Neste caso são vários os cenários possíveis e, estatisticamente, a maioria deles envolvendo crianças. Veja esse estudo sobre álcool em gel feito na França para termos um parâmetro.

Os problemas são vários: um dosador entupido que, quando sai a pressão, leva direto aos olhos. A falta de manuseio, fazendo com que ao apertar a parte de baixo a saída fique direcionada para o rosto, a criança que não espera o álcool secar totalmente e coça os olhos… E ainda esses dispensers em locais públicos que sempre trazem algum problema, não é?

Pois então, nesses casos é ainda mais complicado porque a própria pele dos pequenos é mais sensível e, quando em contato com a mucosa dos olhos, os prejuízos podem ser ainda maiores.

O que NÃO FAZER quando cai álcool em gel no olho?

Foto de jovem rapaz em fundo neutro coçando os olhos. Ele usa uma camisa na cor marsala.

Na hora do desespero a gente sabia que você não tinha tempo para ler sobre todos os riscos envolvidos com álcool em gel no olho – isso poderia até te trazer uma aflição ainda maior. Você precisava resolver o seu problema logo, e foi nisso que a gente te ajudou com água corrente e soro fisiológico.

Mas e se antes de você chegar aqui, tomou alguma medida desesperada? Não podemos dizer exatamente qual delas, mas listamos as mais comuns que você precisa evitar quando cai álcool em gel no olho:

  • Manter os olhos fechados: É uma reação natural as pálpebras se fecharem instantaneamente quando cai álcool em gel no olho – mas não é o ideal! Quando fazemos isso, a substância não é expelida, podendo chegar à superfície do olho causando queimaduras químicas;
  • Coçar os olhos: Essa é previsível, mas só reforçando, NUNCA coce quando cair álcool em gel no olho! Isso pode causar ranhuras, o que vai piorar ainda mais a situação;
  • Não coloque nenhuma outra substância no olho: Além de lavar com água ou soro fisiológico que já falamos aqui, não aplique mais nenhum elemento químico. Nem mesmo colírios. Eles vão aumentar ainda mais a área do contato entre sua córnea e o produto, intensificando ainda mais o efeito.

Quais são os riscos de deixar cair álcool em gel no olho?

Foto em preto e branco de senhor com tampões nos dois olhos pregados com fita crepe.

Sem desespero! A gente entende que falar isso não costuma trazer muita tranquilidade, mas seguindo a mesma pesquisa feita na França, dos 63 casos de álcool em gel no olho de crianças analisados no período, a maioria apresentou sinais “leves”, como vermelhidão, dor e inflamações que poderiam ser tratadas sem muita complexidade.

Mas claro, exceções acontecem: ao mesmo tempo que essa pesquisa aconteceu, houveram mais de 10 crianças que chegaram com lesões graves nos olhos. Dessas, duas foram submetidas à cirurgia com anestesia geral.

Esses casos podem deixar sequelas e sim, há o risco de causar danos permanentes em casos extremos. Segundo os oftalmologistas, podem evoluir para a perda de visão já que, como dito, o produto é inflamável e pode queimar a região.

Procurar um médico oftalmologista é imprescindível em casos de álcool em gel no olho!

Foto de médica oftalmologista examinando olho de criança com ajuda de equipamento.

Pegando o gancho com o assunto dos médicos, vale reforçar que o nosso papel aqui neste texto é te apresentar uma sugestão segura para o momento de desespero aí na sua casa se cair álcool em gel no olho de alguém.

A água abundante vai sim parar o efeito da substância até você chegar no hospital, mas não temos como saber qual foi o tamanho da lesão ocular.

Acontece que depois de um tempo o álcool tem efeito anestésico então a dor pode sanar – mas só um médico oftalmologista vai saber precisamente quais foram os danos causados. É ele quem vai indicar qual o tratamento mais indicado – que geralmente é a aplicação de soluções por um período prolongado.

Depois de tudo o que foi dito, o ponto-chave é: tenha cuidado com o álcool em gel no olho, principalmente com as crianças. Mas nunca deixe de utilizá-lo.

A essa altura, ainda com o coronavírus somada à nova crise da H3N2 e tantas outras doenças que evitamos com a higienização das mãos, ele já é fundamental. Com alguns cuidados é possível, sim, evitar o problema de cair álcool em gel no olho:

  • Sempre supervisione os pequenos no momento da aplicação;
  • Evite os dispensers em locais públicos se estiverem na altura dos olhos das crianças;
  • Sempre tire o resíduo de álcool que fica na saída do frasco. Uma vez que o álcool seca, ele pode obstruir o canal e aumentar a pressão, fazendo com que o esguicho seja ainda maior;
  • Sempre cuide de esfregar o álcool em gel nas mãos até que ele seque totalmente para evitar problemas.
Foto de três embalagens da espuma antisséptica Asseptgel.

Tomando esses devidos cuidados não tem com o que se preocupar! Na verdade, a gente ainda tem uma última dica para você: já conhece a espuma antisséptica? Além de ter a mesma eficácia em gel e ser mais prática, elas saem com menos pressão, o que resolve os problemas de lançar o álcool em gel no olho.

Hoje, essas espumas são altamente indicadas no uso em serviços de saúde . Até mesmo contra as bactérias resistentes. Mas aqui na Asseptgel temos também uma versão para uso pessoal. Se quiser, pode conhecê-la aqui.

Dito isso, esperamos que esteja tudo bem com a sua saúde ocular e se precisar de ajuda em uma outra emergência, no blog temos uma seção só com textos relacionados à saúde.

Vale a pena conferir!

Posts Relacionados

Quer conhecer mais?

Informe seu melhor e-mail abaixo para assinar nossa Newsletter e receber informações sobre lançamentos, novidades e links para as publicações mais recentes.

Logo-ft-start
Asseptgel© Copyright 2020 – Todos os direitos reservados.